Crenças Limitantes. Já parou parar pensar quais são as suas?

14/03/2018 | Psicologia

Compartilhe em suas redes sociais:

Durante a vida criamos certas defesas, que surgem de emoções e pensamentos negativos, e que são duras de serem transpostas. São crenças limitantes que só ressaltam a convicção de que não teremos nem forças nem coragem para mudar, e que não terminaremos nada do que começamos.

Estas crenças muitas vezes nos colocam em posição de vítima. Quando se está no meio do caos, podemos precisar ajuda para superá-las, para não ficarmos presos a uma rede de pequenos fracassos, sem motivação para nada.

Mas de onde tirar forças?

É muito provável que, em algum momento, você já tenha se sentido descrente, sem esperanças, cansado e sem ânimo para seguir adiante. Nestas horas as decisões que deveriam ser tomadas, e que que poderiam te ajudar na saída deste estado letárgico e nocivo, costumam ser adiadas. Sente-se medo: de estar onde se está e, ao mesmo tempo, medo de sair daquele lugar.

Esses medos e crenças limitantes nos amarram, nos deixam presos, e quando precisamos estar livres para superar algum desafio, não conseguimos. Imobilizados, passamos a nos sentir ainda mais inseguros e fracassados do que antes, acumulando dores emocionais e destruindo de vez a nossa autoestima.

Pessoas que se encontram nesta situação muitas vezes se perguntam: “Mas de onde tirar forças?”. De você mesmo – o que não significa que você precise fazê-lo sozinho! A psicoterapia e o apoio de amigos e familiares são uma enorme ajuda. A primeiro passo é perceber que não há ganho em ficar parado neste estado de sofrimento e caos para sempre. Muito pelo contrário, perde-se vida, perde-se tempo, amigos, saúde… É preciso superar estas dores, cultivar pensamentos novos e positivos, reinventar-se, enxergar novas oportunidades, redescobrir a felicidade e fazer outros planos.

Buscando um psicólogo perto de você?

É preciso recomeçar…

É fundamental que se tome a decisão de seguir em frente, de continuar acordando e vivendo dia após dia, porque se reconhece que existe um propósito maior e um senso de responsabilidade na sua vida, e na vida de todos nós. Ela desta a importância de cultivarmos novos sonhos, de explorarmos nossas aptidões e sermos dedicados.

Sonhos são estímulos que nos inspiram e nos conduzem aos nossos propósitos, mas, sem foco eles nunca saem do território das ideias. Não devemos ser reféns da preguiça, de desculpas esfarrapadas ou da sensação sem ganho de ficar achando que somos vítimas de tudo.

Não sofra por antecedência!

Dê um passo de cada vez. No processo de recuperação, reestruturação e superação do caos, é preciso ter calma. Não adianta ter medo do que pode acontecer. Isto só o fará sofrer e sair do seu foco. Seja racional, resolva os problemas que a vida lhe apresentar (se apresentar), um a um, no dia em que acontecerem. Não os leve com você. Cada dia comemore uma pequena conquista, seja ela qual for. Nada melhor do que a sensação de termos vencido algo que nos atormentava e de nos sentirmos cada vez mais livres do passado. Dele trazemos somente as lições e experiências aprendidas.

Crenças limitantes: vencê-las requer Resiliência

A Psicologia pegou a palavra “resiliência” emprestada do mundo da Física, no qual ela representa o nível de resistência de um material frente às pressões sofridas e sua capacidade de retornar ao seu estado original, sem a ocorrência de dano ou ruptura. Na Psicologia, Resiliência é a capacidade de se recuperar de situações difíceis – capacidade esta que todos possuem, em algum grau.

A resiliência resgata uma energia criadora que, se bem canalizada, tem a capacidade de tirar o indivíduo da inércia, pelo enfrentamento das frustrações diárias, em todos os níveis. É o desenvolvimento da capacidade de recuperação emocional.

Isto significa que se em momentos de adversidade você pode sofrer, mas consegue minimizar suas angústias, superar suas crenças limitantes, adaptar-se as mudanças e reagir positivamente, transformando-as em aprendizados, você é resiliente, você tem capacidade de se recuperar de momentos difíceis.

A arte de “dar a volta por cima”

Não é tarefa fácil, mas é possível. Depende da sua capacidade de reconhecer suas crenças limitantes, reforçar sua energia criadora e se abrir para novas possibilidades.

A psicoterapia tem importante ação neste sentido, e pode auxiliar o paciente a entender que o passado pertence ao passado; e que é possível reinventar-se, superar as dores e seguir adiante. O acompanhamento psicológico ajuda no crescimento pessoal, propõe ótimas reflexões e ajuda no desenvolvimento de novas habilidades, entre elas a resiliência e a desconstrução das crenças limitantes, para encarar os problemas e as dificuldades da vida com maturidade, tranquilidade e capacidade de recuperação.

Compartilhe em suas redes sociais:
Leia também:
Médico por preço acessível

Consultas particulares perto de você, por preços que cabem no seu bolso.

Psicólogos, Médicos, Dentistas Fisioterapeutas, Nutricionistas e Fonoaudiólogos

Consultas particulares agora cabem no seu bolso e estão bem perto de você.

Encontre já seu médico, psicólogo, dentista, nutricionista, fisioterapeuta ou fonoaudiólogo. Mais de 500 profissionais em 40 cidades.

Sobre o Nossos Doutores

Com o Nossos Doutores, pacientes sem convênio podem agendar consultas particulares com médicos, psicólogos, dentistas, nutricionistas, fonoaudiólogos e fisioterapeutas, a preços acessíveis, usando critérios de localização, perfil do profissional, especialidade e agenda disponível. Não é convênio e não há mensalidades. O uso pelo paciente é gratuito: ele paga somente a consulta realizada, diretamente ao profissional que o atendeu. As consultas são realizadas no consultório particular do doutor escolhido pelo paciente. Acesse nossa página Quem Somos para saber mais.

https://nossosdoutores.com.br

WhatsApp e Suporte: (11) 95978-1941

Todas as informações aqui apresentadas têm objetivo meramente informativo, não pretendendo, em tempo algum, substituir as orientações e diagnósticos de profissionais da saúde, ou servir como indicação para qualquer tipo de tratamento. Somente o profissional da saúde poderá indicar, iniciar, alterar ou interromper tratamentos. NUNCA tome medicamentos sem orientação médica. Para mais informações, acesse nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.

Logo - Nossos Doutores

Receba nossas novidades!

Tudo sobre sua saúde física, mental e emocional, com o olhar humano e atento dos Nossos Doutores.

Obrigado! Seu e-mail foi cadastrado!